espanhol
inglês
português
Choose Language:

Dicas de Viagem



Orientações para quem vai viajar ao exterior

Nos últimos anos, a maioria dos países no mundo tem adotado medidas mais rígidas no controle de entrada e circulação de estrangeiros nos seus territórios. Por isso, quando você for viajar para algum país, para turismo, estudo ou trabalho, cuidados redobrados devem ser tomados antes da sua partida. Seguem algumas recomendações:
  1. Cada país usa diferentes critérios e exigências para a entrada e permanência de estrangeiros. Certifique-se junto à Embaixada ou Consulado do país para onde for viajar quais são esses requisitos, dependendo do objetivo da sua viagem.
  2. . Não viaje com visto de turista caso seu objetivo seja estudar ou trabalhar no país de destino. Você poderá ser preso e deportado.
  3. Alguns países não exigem visto para turistas brasileiros. Essa dispensa não serve para quem for estudar ou trabalhar.
  4. Ter um visto ou estar dispensado do visto não dá direito à entrada automática naquele país. A decisão final sobre sua entrada somente é dada no ponto de entrada pela autoridade migratória. É decisão soberana de todo país aceitar ou não a entrada de cada estrangeiro no seu território. A desconfiança sobre os reais motivos da ida ao país é motivo suficiente para não permitir a entrada do estrangeiro. Adote sempre tom respeitoso e evite cair em contradições nos contatos com as autoridades estrangeiras.
  5. Da mesma forma, as Embaixadas e Consulados não são obrigados a dar os vistos solicitados. A recusa em conceder um visto não necessita ser justificada.
  6. Desconfie de intermediários que prometem levar você a algum país sem os documentos exigidos. Trata-se de imigração ilegal e você poderá acabar preso naquele país.
  7. O tempo que você poderá ficar no país de destino será determinado pela autoridade migratória no ponto de entrada. Verifique bem qual foi o prazo autorizado no seu caso.
  8. Leve consigo os endereços e telefones das Embaixadas e Consulados brasileiros no seu país de destino. Em caso de dificuldade não hesite em contatá-las.
  9. Caso venha a ser detido por alguma autoridade estrangeira, você tem o direito de pedir para telefonar para sua Embaixada ou Consulado. Faça uso desse direito!
  10. Quando viajar, leve sempre cópia dos seus documentos (carteira de identidade, título de eleitor, certificado de alistamento militar, certidão de nascimento ou casamento). Eles serão necessários para tirar novo passaporte no exterior em caso de extravio do anterior.
  11. Todos os países adotam penalidades extremamente rigorosas de punição ao tráfico de drogas, sendo que alguns países aplicam a pena de morte a casos assim, independentemente do alegado desconhecimento quanto à legislação local.
  12. Não viaje para regiões conflagradas ou conturbadas. Na dúvida, consulte antes o Ministério das Relações Exteriores.
Fonte: Divisão de Assistência Consular (DAC)

Cuidados ao viajar
  1. Não troque dinheiro com carregadores, agenciadores ou desconhecidos que o abordarem em aeroportos e estações rodoviárias ou ferroviárias. Procure casas de câmbio ou Bancos autorizados;
  2. Utilize somente os serviços de taxi cujos motoristas tenham identificação pessoal à vista. Não use taxi que esteja fora do ponto oficial;
  3. Não abra a porta de seu apartamento sem identificar com segurança o visitante. Mantenha-a permanentemente trancada;
  4. Guarde todos seus valores no cofre forte do hotel, inclusive passaporte e passagens de volta;
  5. Evite ostentar jóias caras e nem exiba grandes quantidades de dinheiro;
  6. Não atenda funcionários do hotel que queiram oferecer serviços não solicitados. Comunique à Gerência;
  7. Evite carregar consigo passaporte e cheques de viagem. Em caso de extravio, furto ou roubo comunique imediatamente à Polícia local;
  8. Não ande sozinho em becos, vielas e locais desertos; Acautele-se contra pessoas desconhecidas que o abordarem em casas de diversão;
  9. Em restaurantes abertos não pendure bolsas, máquinas fotográficas ou câmeras de vídeo nas cadeiras e nem as coloque no chão;
  10. Não revele seus dados pessoais a pessoas desconhecidas ainda que sejam eventuais companheiras de viagem;
  11. Quando usar cartão de crédito, não o perca de vista. Exija que seja utilizado na sua presença e confira com segurança o comprovante do vendedor;
  12. Durante os traslados, vigie de perto e ininterruptamente sua bagagem. Use etiquetas grandes e/ou coloridas que permitam a fácil identificação de suas malas nas esteiras ou balcões de entrega.
Organizando os gastos

Qualquer viagem, seja para lugares próximos ou distantes, requer dinheiro e, muitas vezes, gasta-se mais do que o previsto. Mas uma previsão e planejamento mais detalhado podem ajudar a evitar surpresas desagradáveis. Confira algumas dicas para não ultrapassar o orçamento durante uma viagem:
  1. Primeiro, defina o destino e o número de pessoas que irão viajar e quanto tempo você ficará viajando. Com estas informações, veja se é melhor contratar um pacote turístico ou não. Decida ainda, antecipadamente, se você prefere fazer passeios pelo pacote/excursão ou por sua conta. É uma boa opção, pois você fica mais livre e aproveita mais;
  2. Informe-se sobre o seu destino, conferindo se o local oferece infra-estrutura com bons restaurantes, pontos turísticos, vida noturna, etc. Tudo isso irá ajudar na hora de você listar os gastos, afinal, sabendo as opções que terá no local, você já tem uma idéia do quanto irá gastar;
  3. Agora você já pode criar a sua planilha de gastos para a viagem. Para isso, utilize papel ou computador. Na planilha, relacione todos os itens, como transporte, hospedagem, alimentação, lazer, compras, emergências e o que mais você julgar importante. Caso tenha optado por um pacote turístico, alguns desses itens não precisarão ser relacionados, já que o pacote inclui serviços como transporte, hospedagem, entre outros;
  4. Verifique todos os gastos considerados obrigatórios, como a alimentação, etc.
    Na parte de transporte, caso você viaje de carro, leve em conta gastos com combustível e pedágio. Depois dos gastos "necessários", relacione despesas com lazer, etc. Isso não significa que o lazer não possa ser a prioridade na sua viagem. O valor que será destinado para cada item é você quem escolhe. A questão é apenas organizar os gastos.
  5. Depois de colocar todos os valores em cada item na sua lista, some tudo e saiba quanto você irá gastar na viagem, aproximadamente. Decore ou leve esta planilha com você e tente não escapar muito do orçamento. Mas não esqueça: reserve sempre um dinheiro a mais, para casos de emergência e imprevistos.
Arrumando a mala

  1. Antes de começar a arrumação, pense nas peças que irá levar.
  2. Escolha as peças básicas e atente para que combinem umas com as outras.
  3. Acessórios também são fundamentais. Além de não ocupar muito espaço na mala, eles é que vão ajudar a variar o visual.
  4. Cores vivas em gravatas e lenços ajudam a mudar a cara da roupa.
  5. Leve uma sacola dobrável dentro da mala, geralmente as compras aumentam a bagagem na volta.
  6. Para eliminar problemas como vincos e marcas nas roupas, estenda a peça num cabide e aproveite o vapor do chuveiro para desamassá-la durante o banho.
  7. Não esqueça de reservar uma pequena bolsa com remédios para viagem, pois comprá-los no exterior é mais complicado do que você imagina.
  8. Nunca faça uma mala que você não consiga carregar sozinho
  • Passo-a-passo
    1. Coloque as meias dentro dos sapatos para economizar espaço. Cada par de sapatos deve ser colocado em um saco de flanela ou de plástico.
    2. A segunda camada deve ser de calças e saias, o menos dobradas possível.
    3. Nos cantos e pequenos buracos, coloque roupas e acessórios miúdos, como peças íntimas e cintos.
    4. As roupas devem formar camadas uniformes para deixar as superfícies retas, preparadas para receber o que não pode amassar.
    5. Por último, coloque as camisas e os vestidos. As camisas devem ficar dobradas. Coloque-as de forma que uma gola não fique em cima da outra.
    6. Gravatas devem ser dobradas apenas uma vez e colocadas na diagonal dentro da mala.
    7. Quanto ao tipo de roupa, dê preferência às calças, casacos, bermudas e saias que combinem entre si. Use cores sóbrias para as peças básicas, deixando as cores vivas para os acessórios como gravatas, camisetas, lenços, que ocupam pouco espaço na mala e ajudam a mudar a cara da roupa.
Aprenda isso: quanto mais você viajar, menor será a sua mala.

Bagagem

  • Cuidados com a bagagem
    1. Coloque, na parte externa e interna das malas e sacolas, uma etiqueta com nome, endereço e telefone do proprietário, independentemente da identificação colocada pela empresa no momento do check-in. Cuidado para não usar materiais que se despreguem facilmente e não deixe a etiqueta exposta em lugar fácil de ser arrancada.
    2. Personalize a mala, com adesivos e fitas coloridas. Por mais fora de moda ou extravagante que isso lhe parece, facilitará o reconhecimento da sua mala.
    3. Na hora do check-in, verifique se a funcionária da companhia aérea etiquetou corretamente a sua mala, identificando o destino certo. Da mesma forma, confira os canhotos de recibos de entrega de bagagem. Para cada volume, é necessário um comprovante.
    4. Retire as etiquetas com códigos de aeroporto coladas em vôos anteriores. Isso é um dos maiores responsáveis por extravio.
    5. Utilizar o sistema de proteção com plástico também ajuda a diferenciar a mala. Este serviço é oferecido por empresas nos principais aeroportos do mundo.
    6. Ao retirar a bagagem na esteira, verificar se não há outras iguais. Por engano, você pode levar a mala de outra pessoa. Como a lei proíbe que em vôos internacionais seja exigida a apresentação do tíquete de bagagem na saída, o problema é mais comum do que se pensa.
    7. Jamais colocar objetos de valor na mala. Dinheiro, documentos, máquinas e jóias devem ir na bagagem de mão. Bagagem é roupa, sapato e objetos de higiene.
    8. Objetos de metal e/ou pontiagudos devem ser despachados na bagagem, podendo, ainda assim serem retirados da mesma. Na mala de mão, não será possível transportá-los.
    9. Toda mala deve estar fechada e lacrada. Usar cadeados é fundamental.
    10. Se for necessário fazer conexão e houver tempo suficiente, prefira sempre retirar a bagagem e fazer novo check-in. Na pior das hipóteses, você sempre saberá em que vôo ela desapareceu.
    11. A pontualidade na hora do embarque é importante para evitar afobamentos e conseqüente perda de objetos. Se o passageiro chegar em cima da hora, a companhia poderá não conseguir embarcar sua bagagem no mesmo vôo, provocando atrasos na entrega.
    12. Leve somente o essencial. E não se esqueça de levar alguns medicamentos de primeiros socorros, enjôos e desarranjos intestinais, analgésicos, antiácidos, antigripais e remédios específicos com receitas médicas.
    13. Na mala de mão, leve sempre um casaco, mesmo quando estiver indo para um destino com temperaturas altas. Isto porque o avião é pressurizado e o ar condicionado interno pode ser forte.


  • Bagagem de mão

    Deve ser acomodada sob o assento do passageiro ou em compartimento próprio da aeronave, com peso máximo de cinco quilos e dimensão total (altura, largura e comprimento) não excedendo 115 centímetros.

    Permitido carregar:
    • Sobretudo, casaco ou manta;
    • Guarda-chuva ou bengala;
    • Frasqueira ou bolsa;
    • Livros e revistas em quantidade razoável para leitura de viagem;
    • Máquina fotográfica, filmadora e/ou binóculos;
    • Berço portátil e alimentos de bebê para a viagem;
    • Cadeira de rodas desmontável, par de muletas, aparelho ortopédico ou prótese desde que, o passageiro seja dependente deles;


    Proibido carregar:
    • Qualquer tipo de arma ou réplica de arma;
    • Objetos pontiagudos ou cortantes ou objetos de ponta arredondada que podem ser usados para causar ferimentos;
    • Substâncias explosivas ou inflamáveis, químicas ou tóxicas que possam pôr em risco a integridade física dos passageiros e tripulantes ou a segurança da aeronave.


  • Franquia

    1. Doméstico

      Nas linhas domésticas, a franquia mínima de bagagem por passageiro é de:
      • 30 (trinta) quilos para a primeira classe;
      • 20 (vinte) quilos para as demais classes;
      • 10 (dez) quilos para as aeronaves de até 20 (vinte) assentos;
      A franquia de bagagem não pode ser usada para transporte de animais vivos. Nas linhas domésticas em conexão com linhas internacionais, quando conjugados os bilhetes de passagem, prevalecerá o sistema e o correspondente limite de franquia de bagagem, estabelecido para as viagens internacionais.

      Para colos não ocupando um assento, consultar a franquia com a cia. aérea. Para colos não ocupando assento será permitido o transporte de um carrinho de bebê (do tipo desmontável, que se fecha totalmente), ou de uma cesta para acomodar o bebê. Um ou outro poderá ser acomodado na cabine de passageiros, caso haja espaço.

    2. Internacional

      Para passageiros viajando em Primeira Classe e Classe Intermediária serão permitidas duas malas despachadas, desde que a soma das 3 dimensões (comprimento mais largura mais altura) de cada mala não exceda 158cm.

      Para passageiros viajando em Classe Econômica serão permitidas duas malas despachadas, exceto para Filipinas, que deverá ser considerada apenas uma mala despachada; desde que a soma das 3 dimensões (comprimento mais largura mais altura) de cada mala não exceda 158cm, e ainda que a soma total das dimensões de ambas as malas não exceda 273cm.

      Para facilitar o manuseio das bagagens, fica determinado que cada mala acima referida, não poderá exceder 32Kg.

      Colos não ocupando um assento será permitido despachar uma única peça, sendo que a soma das 3 dimensões não poderá ultrapassar 115cm, mais um carrinho de bebê (do tipo desmontável, que se fecha totalmente), ou uma cesta para acomodar o bebê, que poderão ser acomodados na cabine de passageiros, caso haja espaço.

  • Bagagem danificada, extraviada ou violada

    Em caso de danos ou sinais de violação, a bagagem deve ser retirada da esteira do aeroporto pelo passageiro, que precisa comunicar o problema imediatamente à companhia aérea. Normalmente há um despachante da empresa perto. Será preenchido um relatório contendo os detalhes sobre os danos causados.

    A empresa aérea deverá ser responsabilizada e pagar indenização ou reparo da bagagem. Em caso de extravio, o passageiro deverá comunicar o problema antes de deixar a área de entrega das bagagens. A empresa tratará de localizar a bagagem e se não tiver êxito, será obrigada a indenizar o passageiro.

  • Transporte de animais

    O transporte de animais é possível desde que sejam atendidas as seguintes exigências:
    1. Fornecimento de atestado de sanidade animal obtido junto à Secretaria Estadual de Agricultura ou em um posto do departamento de defesa animal;
    2. Embalagem de transporte adequada ao tipo e tamanho do animal;
    3. Solicitação de reserva de 48 horas e receita do veterinário, indicando a quantidade de tranqüilizante ministrada ao animal quando o transporte for na cabine dos passageiros;


  • Alfândega/ Limites de compras

    O turista procedente do exterior, que ingressar no país via aérea, está isento de impostos referentes a roupas e objetos de uso pessoal em quantidades compatíveis com a duração e finalidade da viagem; livros e objetos até o limite de US$ 500 (quinhentos dólares americanos) por pessoa, ou equivalente em outra moeda.

    As viagens fluviais, lacustres e terrestres, deveram ser observadas o limite de compras com isenção até US$ 150.

    Pagar as compras nas lojas duty free shop, devera ser através do traveller check, cartão de credito internacional ou moeda estrangeira, e as compras só poderão ser efetuadas pelos passageiros de vôos internacionais que viajaram para outros paises e seus preços são inferiores ao das lojas fora do duty free shop. As embalagens deverão permanecer lacradas para não perder a isenção de impostos, para as compras nas lojas free shop o turista devera apresentar a passagem e o passaporte. É importante o turista fazer uma pesquisa de preços antes de viajar, porque normalmente os preços do free shop são mais baratos, porem devera ser observado o limite por item adquirido.
Documentação
  • Passaporte

    Providencie o passaporte com pelo menos um mês de antecedência. Se já o tiver, verifique o prazo de validade do passaporte (normalmente válido por dez anos) e dos vistos. Ao receber as passagens, ou vouchers, confira dados e serviços solicitados. Vale levar sempre uma cópia do passaporte. Anote todos os telefones de autoridades consulares de seu país no país de destino, afim de solucionar eventuais dúvidas ou contratempos de documentação no aeroporto.

  • Como tirar seu passaporte

    Os interessados em obter passaporte deverão se dirigir a qualquer agência dos Correios ou aos escritórios da Polícia Federal, com os seguintes documentos:
    1. Cédula de Identidade para os maiores de 18 anos, Certidão de Nascimento para os menores de 18 que não possuem RG e Certidão de Casamento com o RG para mulheres com estado civil diferente de solteira e que não conste na Cédula de Identidade;
    2. Título de Eleitor e comprovante que votou na última eleição, na falta dos comprovantes, declaração da Justiça Eleitoral da Zona de sua votação de estar quite com a mesma;
    3. Certificado de Reservista, para os requerentes do sexo masculino com idade entre 18 e 45 anos, ou declaração de estar quites com a Justiça Militar, fornecida pela mesma, e para os naturalizados de qualquer idade;
    4. Certificado de Naturalização, para os Naturalizados;
    5. Cartão de Pessoa Física (CPF);
    6. 02 (duas) fotografias tamanho 5 x 7 cm, datadas, de no máximo há seis meses, fundo branco, de frente e sem adornos;
    7. Formulário de requerimento de Passaporte modelo 219, à venda em papelarias, preenchido à máquina ou em letra de forma legível, com caneta esferográfica azul;
    8. Comprovante de pagamento da taxa em UFIR's, que só pode ser recolhida no Banco do Brasil, por intermédio da guia GAR/FUNAPOL, em 02 (duas) vias, com apresentação do CPF do requerente, código da receita (Passaporte Comum: 001-9 / Passaporte para Estrangeiro: 002-7 / "Laissez - Passer": 003-5 / Novo Passaporte sem a Apresentação do anterior, válido ou não: 004-3) e da unidade arrecadadora;
    9. Levar o Passaporte anterior quando já tiver, pois a não apresentação do mesmo por qualquer motivo implica em pagamento da taxa em dobro;


    Menores de 18 anos:

    Os menores de 18 anos devem ter autorização expressa dos pais ou representantes legal, específica para passaporte, com firma reconhecida em cartório, por autenticidade, no requerimento para passaporte (campo 33), com os respectivos números das cédulas de identidade, órgão emissor, data de emissão e as assinaturas;
    A falta da autorização de um ou de ambos os pais ou do representante legal, será suprida pelo Juiz da Infância e Adolescência;
    No recebimento do Passaporte do menor, é obrigatória a presença do mesmo com um dos pais ou o representante legal;
    Em caso de óbito de um dos pais, apresentar a Certidão de Óbito original;
    Para o pagamento da taxa do passaporte do menor, deverá ser utilizado o CPF de um dos pais ou representante legal.

    Atenção:
    1. As Carteiras Funcionais das Entidades de Classe, válidas em todo o Território Nacional, só serão aceitas para emissão de Passaporte se contiverem o número da Carteira de Identidade Civil (RG), com data de emissão e órgão expedidor, além da foto, nome completo, filiação, data e localidade de nascimento do titular. Esses dados devem ser preenchidos no formulário de requerimento de Passaporte (obrigatório);
    2. O passaporte só poderá ser requerido e retirado pelo próprio interessado;
    3. O passaporte só pode ser tirado por brasileiros natos ou naturalizados (a Igualdade de Direitos não é suficiente);
    4. Os passaportes requeridos e não retirados no prazo de 90 (noventa) dias, serão cancelados.
    5. Passaporte para estrangeiros ou "laissez passer": apresentar carteira de identidade de estrangeiro permanente, temporário ou asilado e os demais documentos solicitados (exceto os comprovantes de quitação do serviço militar e das obrigações eleitorais).


  • Países que não exigem passaporte:

    Os brasileiros podem viajar para Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile apenas com a carteira de identidade civil, pois esses países, com exceção do Chile, são membros do Mercosul e possuem um acordo de união aduaneira. A única restrição é que o documento deve estar em bom estado de conservação. Para obter maiores informações sobre os consulados acesse o site: http://www.consulados.com.br

  • Visto

    Providencie o seu passaporte e o seu visto com antecedência, pois há países que demoram até 3 meses para conceder o visto. Documentos necessários para a emissão do visto:
    • Passaporte válido por 6 meses;
    • Fotos 3x4, 5x7;
    • Imposto de Renda;
    • Carteira de Trabalho com 3 holerites ou Contrato Social com os 2 últimos pró-labores ou Prova de meio vida do patrocinador;
    • Comprovante de escolaridade (para estudantes maiores de 16 anos);
    • Carta de empresa (citando nome, endereço a serem visitados e motivo da viagem);
    • Comprovante de matrícula da entidade de ensino no exterior (I-20 ou IAP-66);
    • Formulário próprio assinado;
    • Carta da empresa que irá visitar;
    • Passagem aérea ou print da reserva;
    • Carta de responsabilidade financeira (para menores de 21 anos e dependentes dos pais);
    • Extratos bancários;
    • Vacina de febre amarela;
    • Comprovante de matrícula da escola no exterior e de moradia no exterior;
    • Exame Médico;
    • Pré-visto;
    • Comprovante de taxas consulares (pagas previamente em bancos);


  • Carteira de motorista

    Quem pretende dirigir no exterior, é recomendado que se tire a Carteira Internacional de Habilitação, já que não são todos os países que permitem que o motorista dirija com a habilitação de seu país de origem. Além disso, o documento vem com as suas informações em vários idiomas, o que facilita a comunicação com autoridades estrangeiras.

    A carteira internacional tem validade de um ano e pode ser usada no mundo todo. Procure o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do seu Estado e cheque os endereços dos escritórios autorizados a emitir a Carteira Internacional de Habilitação. Você terá de preencher um formulário e pagar uma taxa que varia de acordo com cada escritório.

    Basicamente, os documentos necessários são:
    • Duas fotos 3X4 iguais e recentes;
    • Cópia autenticada do RG;
    • Cópia autenticada do C.N.H.;
    • Cópia autenticada do Comprovante de residência;


    Vantagens - Se o motorista cometer uma infração de trânsito ou envolver-se em um acidente no exterior, as autoridades vão exigir o documento de habilitação. Caso esteja em idioma que eles não conheçam, podem pedir a tradução do documento. Esse processo atrasa a liberação do motorista. A Carteira Internacional de Habilitação tem as informações do motorista em alemão, árabe, chinês, espanhol, francês, inglês, português e russo, além de ser o documento mais seguro para conduzir um veículo no exterior. Não é necessário fazer exames.

  • Carteira de estudante

    A carteira de estudante pode tornar a viagem de seu portador mais barata. A Carteira Mundial do Estudante ISIC/UNE (União Nacional dos Estudantes) ou ISIC/UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas) garante meia-entrada em cinemas, teatros, shows musicais e jogos de futebol no Brasil. Também oferece desconto em museus, passes de trem, passagens aéreas, albergues, hotéis, restaurantes, lojas de discos e livros em todo o mundo. Ela pode ser tirada na escola, na faculdade e na Une (União Nacional dos Estudantes).
Alugando um carro

Verifique marca e modelo antes de reservar, pois quanto mais simples o modelo, mais barato. Faça sempre o seguro equivalente ao LCW nos EUA, que prevê danos contra o carro e contra o de terceiros. Verifique, no entanto, se o cartão de crédito não oferece o produto. Deixe para abastecer fora da locadora, a gasolina é mais barata. Respeite as leis de trânsito e os limites de velocidade no exterior pois as multas são caras. Em alguns países o leasing (arrendamento) de um carro zero quilômetro é mais barato do que o aluguel, mas isso só vale para períodos de quinze dias ou mais.
Na opção do aluguel, procure locadoras conhecidas ou que tenham filiais em seu país de origem.
  • Contrato

    Todo aluguel de carro depende de um contrato assinato. Confirme todos os detalhes para ver se não vai pagar algo que não planejou.

  • Seguros

    Veja que seguros estão incluídos. Os planos simples costumam incluir somente seguro obrigatório. O seguro contra colisão, perdas e danos, que recebe o nome de LDW (Loss Damage Waiver), nos EUA e no Canadá, e de CDW (Collision Damage Waiver), na Europa, eleva o custo mas pode evitar um prejuízo bem maior no caso de um acidente. Esse seguro não cobre danos a terceiros, nem o isenta de responsabilidade civil em casos de morte, lesões corporais e danos causados pelo motorista. Para isso, é necessário mais um seguro.

  • Taxas

    Quando receber o preço do aluguel veja se estão incluídos taxas de aeroporto, licenciamento de veículo, reciclagem de pneu e bateria, turismo e as taxas governamentais, que equivalem ao ISS (Imposto Sobre Serviços) brasileiro.

  • Promoções

    A porcentagem cobrada sobre o preço do aluguel em cada um desses tipos de seguro pode variar conforme o tempo de locação. As locadores fazem promoções para locação acima de 14, 21, 28 dias e por períodos mais longos.

  • Documentos necessários

    1. Cartão de crédito
    2. Voucher (comprovante de pré-pagamento)
    3. Carteira de habilitação (a internacional só vale se estiver acompanhada da Carteira Nacional de Habilitação expedida no país)
    4. Passaporte e passagem aérea de retorno
    5. Carteira de habilitação das outras pessoas que possivelmente vão dirigir o carro.
Dinheiro

Evite carregar notas de valores altos, leve um ou mais cartões de crédito internacionais. Traveller's cheques são seguros e bem aceitos, mas para trocar é necessária a apresentação do passaporte ou xerox. Nunca transporte todo o dinheiro num só lugar. Troque pequenas quantias no aeroporto para despesas de táxi e gorjetas. Só depois procure as casas de câmbio, onde as taxas costumam ser menores.
  • Traveller checks

    Costumam dar uma maior segurança, pois você recebe um comprovante de compra que lhe garante receber outros checks caso você seja roubado ou perca os mesmos, desde que apresente, este comprovante, além de serem mais viáveis economicamente.

  • Dólar americano

    Na maioria das vezes é o mais indicado para levar na viagem. Você vai poder trocar no aeroporto de chegada pela moeda do país de destino, porém não troque todo o seu dinheiro no aeroporto, pois nem sempre eles oferecem o melhor câmbio. Troque apenas um pouco para que você tenha o suficiente para os primeiros dias, até que você saiba onde trocar por um preço melhor.

  • Cartão de crédito internacional

    O cartão de crédito internacional é sempre uma vantagem desde que você saiba usá-lo com prudência, pois taxas de câmbio altas podem ser uma grande desvantagem. Mastercard e Visa são bem aceitos no mundo inteiro, são fáceis de sacar dinheiro em qualquer caixa automático com suas respectivas bandeiras. Verifique com a administradora de seu cartão a melhor data para compras, as tarifas para saques em moeda estrangeira, o seu código de acesso para saques e para ligações telefônicas (PIN, CODE, PASSWORD), se você tem direito a um seguro-saúde internacional, além da comodidade de usufruir os serviços que eles oferecem como Salas VIP em aeroportos internacionais e etc.
Telefone

Se fizer ligação do apartamento do hotel, será cobrada uma taxa, mesmo em chamadas a cobrar. No entanto, evite ligar direto de seu quarto para o Brasil. Hotéis costumam praticar precos abusivos. Se não quiser ligar a cobrar, a melhor alternativa é adquirir um cartão pré-pago das grandes multinacionais de telecomunicação no mundo, como a AT&T nos EUA. Informe-se.

Taxas de Embarque

Vale informar ao passageiro de que, mesmo com bilhete emitido, muitas vezes ele ainda terá que pagar taxa de embarque. Se ela estiver incluída no valor do TKT no Brasil, provavelmente não vai estar no trecho do exterior.

É importante que se esclareça ao cliente que a taxa de embarque é uma tarifa aeroportuária, recolhida pela Infraero, para uso das instalações do aeroporto. São cobradas em todos os aeroportos do mundo, sempre quando se deixa o aeroporto, nunca quando se chega.

No Brasil, o valor é em reais e deve se verificar quando no ato da compra do bilhete.

Nos aeroportos dos EUA a taxa costuma ser maior. Uma boa dica é deixar o dinheiro separado. Há companhias aéreas que não aceitam cartão de crédito, uma vez que o valor terá que ser repassado ao órgão que administra o aeroporto. Nos vôos domésticos, as taxas costumam ser menores.

Navios - nos portos, também é cobrada dos passageiros a chamada tarifa portuária.

Remédios e Seguro Saúde

Levar os próprios medicamentos é uma boa dica, já que é difícil comprar remédios sem receita médica no exterior. Se a viagem for acompanhada de crianças, vale botar na bagagem esparadrapo, band-aid e gaze, além de merthiolate. É bom também também aconselhar a aquisição de um seguro saúde, que será a garantia do passageiro em casos de emergência. E não esqueça que alguns remédios não podem ser levados para outros países, por terem seu uso controlado por lá. É importante se informar, principalmente os que têm tarja preta.

  • Vacinação

    Certificado de vacinação internacional - é importante que o turista entre em contato com a embaixada ou consulado do país ao qual pretende viajar, para se informar de todas as exigências. O interessado poderá ser vacinado em alguns aeroportos internacionais, na seção Saúde dos portos, Hospital Emílio Ribas em São Paulo ou em qualquer posto de saúde próximo de sua residência. É bom lembrar que tem vacinas precisam ser aplicadas com antecedência de dez dias antes da viagem e contra a hepatite são duas doses com intervalo de 30 dias.

  • Países que exigem certificado de vacinação para febre amarela:

    Alguns países exigem certificado de vacinação contra febre amarela. Na hipótese de que o destino seja outro país que não exige vacina contra febre amarela, mas há conexão aérea em um dos países que exigem a vacina, é necessário tomá-la.
Campings

Chalés, cabanas, trailers, matagal, aventura... Tudo isso você encontra em campings, uma opção diferente e barata para se hospedar em viagens. São cerca de mil espalhados pelo Brasil, a maior parte concentrando-se nas regiões Sul e Sudeste. Eles oferecem uma diversão à parte. São ótimos lugares para reunir amigos, aventurar-se em matagais e dormir próximo à natureza.
Alguns deles são considerados megacampings e oferecem diversas opções de diversão e serviços. Até nos mais simples, você pode encontrar piscinas, churrasqueiras, restaurantes, quadra de jogos, trilhas inesquecíveis, etc. Você aproveita o destino da sua viagem e ainda se diverte no próprio local.
Mas, para acampar, é necessário uma série de cuidados, principalmente na hora de preparar a bagagem. Não podem faltar itens como:
  • Ferramentas de corte (canivete, facas, estiletes, etc)
  • Maleta de primeiros socorros
  • Bota para caminhadas
  • Artigos de higiene (sabonete, pasta de dente, escova, etc) e roupas pessoais;
  • Roupa de banho
  • Benjamim
  • Se o colchão for inflável, não esquecer a bomba
  • Capa de chuva
  • Chapéus/ Bonés
  • Chinelos
  • Colchonete, saco de dormir ou colchão inflável
  • Copos e pratos plásticos
  • Cordas multi-uso e varal
  • Espelho pequeno (para cuidar da aparência)
  • Espeques de barraca
  • Extensão elétrica com bocal para lâmpada
  • Fita adesiva (silver tape)
  • Toalhas de banho e rosto
  • Repelente para mosquitos
  • Protetor solar
  • Prendedores de roupa
  • Papel higiênico
  • Lona plástica
  • Óculos para sol
  • Isolante térmico
  • Lanterna e pilhas
  • Martelo
  • Lâmpada
Albergues

Imagine poder escolher entre cerca de cinco mil destinos em todo o mundo para viajar, gastando pouco com hospedagem e conhecendo pessoas novas? Hospedar-se em albergues é uma boa alternativa de economizar dinheiro e dar um clima de aventura às suas viagens.

Os albergues são moradias com quartos coletivos, normalmente separados por sexo, com armários e dependências comunitárias, sendo que alguns possuem sala de TV e áreas de lazer. Há ainda, em pequeno número, os que oferecem quartos para casais e famílias.

Eles fazem parte de associações, que organizam e mantêm contato direto com as cerca de cinco mil unidades espalhadas pelo mundo. O ideal é filiar-se à rede para desfrutar da tarifa mais barata, mas a maioria das unidades também recebem turistas não filiados, porém, cobrando um valor maior.
Em geral, não há limite de idade, mas muitos estipulam a idade mínima de 12 anos.

Curiosidades

Existem diversas peculiaridades entre as culturas mundiais. Conhecer a cultura do país de destino evita problemas. Informar-se e respeitar os costumes locais do país turístico é a melhor maneira de evitar situações constrangedoras durante a viagem.
  1. Arrotar após as refeições na Arábia Saudita é um sinal de boa educação e de satisfaçao pela comida;
  2. Palitar os dentes após as refeições na Itália significa que gostou da refeição. Mas na França e em muitos outros países é um ato de extrema grosseria;
  3. No Egito, deixe sempre um pouco de comida no prato durante as refeições, mesmo que você esteja com muita fome. Isso simboliza abundância, fartura e elogio ao anfitrião;
  4. Na Bélgica, come-se com o garfo na mão esquerda, mesmo quem não é canhoto.
  5. Já em países árabes, a mão esquerda é considerada impura pois é destinada a higiene pessoal. Portanto, não receba ou ofereça documentos e cartões de visita com esta mão;
  6. Grande parte dos indianos e marroquinos tem o hábito de comer com a mão direita;
  7. Na Europa é um hábito comum dividir a mesa com estranhos;
  8. A culinária na Mongólia é exótica: um exemplo é a carne de camelo cozida;
  9. Rena ensopada ou frita são pratos comuns na Finlândia;
  10. Larvas, abelhas e grilos fritos são aperitivos na Tailândia;
  11. Já em Taiwan e Hong Kong, um dos pratos principais é a cobra frita;
  12. Um prato de sopa de cachorro na Coréia do Sul é considerado energético;
  13. No Paquistão, homens e mulheres comem separadamente;
  14. No Oriente Médio é proibido pelo Corão (livro sagrado), mulheres guiando automóveis. Também nunca mostre a sola dos sapatos ao cruzar as pernas, estará assim, insultando o seu anfitrião pois a sola é a parte mais baixa do corpo, portanto a mais suja. É comum também encontrar homens andando de mãos dadas como sinal de amizade e respeito entre eles;
  15. Em muitos países da Ásia e Oriente Médio, ao visitar os templos religiosos, deve-se vestir roupas com mangas e compridas, em alguns tirar os sapatos. Sendo proibido tirar fotos no seu interior e tocar imagens e estátuas;
  16. Na China, atos de assoar nariz na rua ou cuspir são sinais de higiene, significa que está tirando algo sujo de dentro do corpo. E deixar de beber todo o conteúdo do cálice num brinde é sinal de grave ofensa;
  17. Nunca recuse um cálice de vodka na Rússia, ou qualquer tipo de bebida na Irlanda. Isso é imperdoável, considerado um gesto rude;
  18. Nos Estados Unidos, no Japão e em vários países da Europa, dar tapinhas nas costas durante um cumprimento é falta de educação. Um aperto de mãos já é suficiente;
  19. Mostrar a língua um para outras pessoas, em algumas tribos do Tibete, é um ato de cumprimento;
  20. Na Índia, encarar as pessoas nas ruas, é considerado uma forma de humilhação. Por lá, a vaca é um animal sagrado, o trânsito é sempre desviado caso uma delas resolva deitar-se na rua;
  21. Na Coréia do Sul, nunca converse com as mãos nos bolsos ou para trás. Isso é considerado um ato grosseiro;
  22. Nunca presenteie um japonês com relógios, eles simbolizam a morte. Também nunca coloque um cartão de visitas, que acabou de receber, no bolso ou escreva sobre ele, isso é sinal de grosseria. Portanto ao recebê-lo, segure-o na mão;
  23. Casais não devem se beijar em público, na Indonésia.
  24. Em alguns países árabes é extrema falta de educação apontar com o indicador para as coisas. Quando for dar ou pedir indicação use a mão inteira para mostrar a direção.
Clima/Tempo

http://www.cnn.com/weather
Aqui você pesquisa informações sobre a previsão do tempo para mais de 10 mil cidades dos EUA. Ainda oferece links para os mapas dos estados americanos em detalhes.

http://www.weather.com/brasil
Site que fornece bastante informações sobre diversas cidades do mundo sobre temperatura, vento, visibilidade e umidade.

http://www.weatherunderground.com
Possui informações sobre as principais cidades de cada país, com temperatura, pressão, umidade e previsão para os próximos 5 dias.

http://weather.noaa.gov/international.html
Oferece informações do tempo de vários países do mundo.

Fontes:
  • http://www.raidho.com.br/webobjects/site/dicas.php#04
  • http://www1.folha.uol.com.br/folha/turismo/preparese/
  • http://www.dandaratour.com.br/dicas/
  • http://www.nataltrip.com/dicas/
  • http://www.villagetur.com.br/dicas.html
Shatranj.com · 2008 · Todos os direitos reservados.